Início Opinião Rotinas no confinamento

Rotinas no confinamento

128

No dia 11 de fevereiro de 2021, iniciou-se o segundo Estado de Emergência que se prolonga até à data. Torna-se urgente refletir sobre a ansiedade dos estudantes neste tempo atípico no qual vivemos.

A ansiedade aumentou em demasia nas crianças e jovens. É algo preocupante, uma vez que os mais novos não conseguem ultrapassar este isolamento social e lutar contra a situação de clausura na qual vivem. A ansiedade associada a sensações de angústia, insegurança, medo e ameaças, quando são intensas e frequentes, afeta não só a saúde mental mas também a saúde física de todo nós.

Em suma, devemos sempre arranjar tempo para comunicar as nossas carências e as nossas preocupações quer aos familiares quer aos amigos. Estes serão os primeiros que nos poderão ajudar. Muitas atividades permitem combater esta situação: uma boa conversa (à distância) com amigos, a leitura, o exercício físico ou um simples passeio higiénico. Tentem manter rotinas saudáveis para o vosso bem-estar físico e psicológico e vencerão este desafio!

Lara e Fábio, 9.º C