Início Mundo Primeiro caso suspeito de coronavírus em Portugal

Primeiro caso suspeito de coronavírus em Portugal

133

O caso foi detetado no Hospital de Curry Cabral.
A Direção-Geral da Saúde informou, em comunicado, “que está a ser avaliado o primeiro caso suspeito de infeção por novo Coronavírus, em Portugal.”

O novo vírus, que causa pneumonia, foi detetado na China no final de 2019, e já provocou a morte a pelo menos 41 pessoas. Os primeiros casos apareceram exatamente em Wuhan, uma cidade com 11 milhões de habitantes e capital da província de Hubei, no centro do país.

Coronavírus: O que é, os sintomas e como se transmite

Como começou?

Terá começado num mercado de peixe de Wuhan, na China. Mas a fonte de transmissão não foram os peixes mas os animais vivos que também existem neste mercado, como aves ou um animal chamado civeta. “Todos os casos confirmados têm uma ligação epidemiológica ao mercado”, explica o pneumologista. Até ao momento não há ainda confirmação do animal implicado na transmissão ao homem – já que este tipo de vírus infeta um número muito diverso de animais, como porcos, aves, bovinos, etc.
O mercado foi encerrado a 1 de janeiro de 2020. Segundo a Organização Mundial de Saúde, o início dos sintomas dos 41 casos confirmados varia entre 8 de dezembro de 2019 e 2 de janeiro de 2020.

Como se transmite?

“Ainda não está completamente provada a transmissão pessoa a pessoa”, diz à SÁBADO Raquel Guiomar. Contudo, um dos funcionários do mercado conseguiu transmitir o vírus à sua mulher, o que significa que o vírus tem alguma capacidade de transmissão entre humanos – embora reduzida.

A China já confirmou que o vírus se está a mutar e pode ser transmitido através do contacto humano.

É preciso se conjugarem três fatores: transmissão de uma grande carga viral – ou seja, a pessoa tem estar doente, ter pneumonia –, proximidade e duração (um contacto prolongado). “Não me parece que um contacto no aeroporto com alguém que não tem ainda grandes sintomas seja suficiente”, diz Filipe Froes.

Quais são os sintomas?

Febre, prostração, tosse seca intensa e agravamento progressivo de falta de ar, que pode culminar no comprometimento das vias respiratórias. “Cerca de 5 a 10% das pessoas internadas com pneumonia precisam de ventilação mecânica”, diz o pneumologista.

Grupo de cientistas acredita que o coronavírus teve origem em cobras venenosas
Chamam-se cobras Taiwan e são vendidas para consumo no mercado de frutos do mar em Wuhan, cidade chinesa onde o coronavírus teve origem. Este alimento consumido pela população chinesa pode estar na origem do coronavírus, acredita um grupo de cientistas.

De acordo com o The Conversation, inúmeros cientistas têm vindo a analisar o código genético do coronavírus e, recentemente, descobriram que o código presente nas amostras é idêntico ao de outros vírus presentes em cobras, morcegos e pássaros.