Início Opinião E agora? O que fazemos?

E agora? O que fazemos?

188

Novo confinamento, iniciado a partir da 00h de sexta-feira, dia 15 de janeiro de 2021. Muita coisa deveria mudar, no entanto, apenas fecharam cabeleireiros, restaurantes, comércio de rua, centros comerciais, escolas de condução, centros de explicações…

Na nossa maneira de pensar, as escolas e as fábricas também deveriam encerrar e os supermercados deveriam ser obrigados a reduzir o horário de funcionamento. O aumento das restrições de confinamento era de prever, pois, neste momento, somos o segundo pior país do mundo e o primeiro a nível da Europa, com números elevados de casos. Porque não fechar agora tudo? Nem que fosse quinze dias ou querem aguardar que o número de casos seja insustentável? O fecho das escolas é prejudicial para nós, alunos, porém, poderiam ter optado por prolongar o terceiro período.

Em jeito de conclusão, poderiam ter mudado/reforçado algumas restrições, preocupando-se mais com a população mais frágil e menos com a economia. No entanto, o essencial é sermos cumpridores e zelarmos todos por um bem comum: a vida.

Fábio Azevedo e Lara Sousa, 9.ºC