Início Notícias Alegria no Reencontro das crianças da Educação Pré-escolar na EB de S....

Alegria no Reencontro das crianças da Educação Pré-escolar na EB de S. Mateus

559

Hoje, dia 15 de março, foi com renovado entusiasmo e alegria que vimos reabrir as portas da EB de Oliveira S. Mateus, onde alunos da Educação Pré-escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, reiniciam a sua caminhada escolar em modo presencial, regressando, assim, o verdadeiro sentido da vida na escola.

Paralelamente ao ato de ensinar e aprender, as crianças precisam de sentir-se livres e seguras para sentir emoções. A retoma das atividades presenciais nunca foi tão importante como agora, sobretudo porque a sua saúde mental também depende daquilo que a escola lhes fornece do ponto de vista social, ou seja, o convívio com os colegas e a possibilidade de desenvolver competências sociais e emocionais.

A escola e as atividades presenciais são fundamentais para crianças e não há ensino à distância que as substitua, porque não há educação sem emoção e para a garantir é importante estar em presença.

Não é preciso citar nenhum autor da psicologia ou da pedagogia para compreendermos enquanto profissionais que é muito mais fácil cativar a criança para as aprendizagens com a educadora de infância à sua frente e os colegas ao lado do que com a mediação de um ecrã. A dimensão emocional da ação educativa – porque não há educação sem emoção – é fundamental e isso perde-se no chamado ensino à distância – assistido por computador.

Como tal, hoje, os Mateusinhos, vieram em massa ao jardim de infância, matar saudades dos amigos, das educadoras e das assistentes operacionais.

Em ambiente de euforia e festa, falaram das suas aventuras em casa. Sentiram saudades das aprendizagens, dos colegas e do espaço escola, que é um espaço deles, que lhes é natural.

Agora que voltamos à Escola, e sendo esta um elemento constitutivo do triângulo: educação, família e indivíduo, iremos continuar a integrar o “Brincar” no processo educativo. Não só, como uma ferramenta que permite a aquisição de competências, mas também, como uma terapia para diminuir os problemas de falta de concentração, de falta de autonomia, de dificuldades linguísticas e de aprendizagem no geral.

Bem-vindos Mateusinhos! Dedicaremos particular atenção à adequação das nossas práticas com vista à vossa readaptação bem-sucedida, ainda envolta num cenário de incerteza, promovendo e assegurando o vosso bem-estar, alegria, brincadeira, socialização, saúde física e psicológica.

As Educadoras de Infância

Adosinda Cabrita e Mariana Gonçalves