capa.jpgA atividade decorreu na parte da manhã, tendo envolvido 25 turmas do 1º ao 3º ciclo, num total de 560 alunos.

Com este simulacro pretendeu-se testar a eficiência do plano de evacuação da escola, assim como a rapidez dos meios de socorro.

Estiveram presentes, nesta operação, 16 assistentes operacionais e 5 assistentes técnicos. Existiu ainda uma equipa de primeira intervenção (nível escolar) formada por 5 elementos.

Os Bombeiros de Riba de Ave desenvolveram a sua ação na escola, com uma equipa formada por 7 operacionais e duas viaturas (1 de combate a incêndio e 1 automaca)

No final da atividade foi realizado um breefing entre o diretor, a equipa de 1ª Intervenção, a equipa dos operacionais e ainda os três alunos que simularam as vítimas resgatadas.

Foi analisada toda a operação, sendo esta considerada globalmente positiva.

Os aspetos positivos (pontos fortes) e os aspetos a melhorar foram reportados num relatório que foi enviado à Autarquia e ao Gabinete Municipal de Proteção Civil.

Ficaram agendadas para a Interrupção letiva da Páscoa inspeções e experimentações aos carretéis colocados no interior do edifício escolar e aos marcos (bocas de incêndio) localizadas no exterior do edifício escolar.

Os alunos envolvidos, que se disponibilizaram a representar o papel de "vítimas", e que foram resgatados na sala de aula onde foi localizado o foco de incêndio, testemunharam que sempre estiveram bem (fisicamente) e que a equipa de resgate os tratou convenientemente.

Veja aqui as fotos.